Motos Indian – Ascensão e queda

23 Flares Facebook 16 Twitter 3 Google+ 4 23 Flares ×

logo-moto-indian
Quando alguém fala de motos norte-americanas, é natural que o primeiro nome que venha à mente seja Harley-Davidson. Já os mais entendidos lembrarão também das consagradas motos Indian, que durante meio século competiram com as Harley pela conquista dos corações apaixonados por velocidade. Uma das marcas saiu vitoriosa e ganhou fama, enquanto a outra acabou em segundo plano, embora tenha inegável influência na história das motocicletas.

Motos Indian e suas origens

Fundada em 1901 pelos ciclistas Oscar Hedstrom e George Hendee, a Indian começou basicamente pela fusão de pequenos motores com bicicletas e tornou-se a fabricante de uma das melhores motos de seu tempo. Tendo seu início de produção dois anos antes da própria Harley-Davidson, a Indian foi pioneira com diversas inovações e passou bom tempo dominando o mercado e, principalmente, as pistas de corrida.

Indian 1902

Indian 1902

 

Alavancada por motociclistas de peso da primeira metade do século XX, a marca virou sinônimo de sucesso. Recordistas como Erwin “Cannonball” Baker, Ed Kretz e Mad Max Bubeck deram grande prestígio para as Indian, realizando performances e manobras inacreditáveis.

Todo o sucesso inicial logo começou um lento declínio, graças a mudanças constantes na alta gerência e nos proprietários. As inovações ainda estavam presentes nos modelos, mas o mercado não estava mais tão disposto a pagar os altos preços dos produtos. Em 1916, os fundadores Hedstrom e Hendee abandonam a empresa.

Com nova liderança, a marca passa a investir em um novo modelo, a impressionante Powerplus, que ganha considerável destaque e levanta um pouco as vendas. A série também passa a ser usada em divisões militares, com produção encomendada para a Primeira Guerra Mundial. Por outro lado, a própria produção militar leva a uma redução crítica dos gastos com os modelos comerciais.

Moto Indian Powerplus 1918

Moto Indian Powerplus 1918

 

Nos anos 20, surgem três das mais famosas séries: as Indian Chief, Scout e Four. Daí pra frente, a batalha contra as Harley passa do âmbito técnico para o design. O acabamento dos modelos recebe atenção ímpar aos detalhes e impressiona cada vez mais.

O declínio das motos Indian

Após a Segunda Guerra, a companhia é vendida para um grupo de empresários, que passa a fabricar motos mais leves e de evidente menor qualidade. A queda aguda de vendas faz a produção começar a diminuir e a manufatura cessa definitivamente em 1953, com a falência da Indian.

Desde então, algumas companhias tentaram continuar o legado com a compra da marca, sem grande sucesso. Hoje, o modelo Chief é produzido em número limitado com foco na exclusividade ao invés do desempenho e é procurado quase que totalmente apenas por colecionadores.

Mesmo com seu abrupto e precoce fim, as Indian são sinônimo de excelência, estética e performance e fizeram história no motociclismo. Elas definiram padrões e inspiram os fanáticos por velocidade até hoje.

Moto Indian desenvolvida para o exército dos EUA

Moto Indian desenvolvida para o exército dos EUA

 

Sugerimos acessar o site da Indian Motorcycle para conhecer mais sobre a marca.

 

23 Flares Facebook 16 Twitter 3 Google+ 4 23 Flares ×

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *